A MARRECA – Banda Cavalinho
Olavo é fazendeiro, rei do gado e lenhador
Casado com Suzete moça linda fina flor
Deu prá sua amada
Um presente sem igual
Uma marreca linda
Que comprou em Blumenau.

Cuida bem, cuida bem
Da tua marreca
Cuida bem, cuida bem
Da tua marreca
Cuida bem, cuida bem
Da tua marreca
Vê se tu não dá ela pra minguém.

Quando chega o domingo
Tem festa no interior
Tudo é muito lindo
E não pode ter fedor
O cavalo Olavo lava
E Suzete a marreca
Olavo preocupado
Prá Suzete ele gritava.

Lava bem, lava bem,
A tua marreca…
Vê se tu não dá ela prá ninguém.

Depois de muito tempo
De Suzete separou
Deu todo dinheiro
Pobretão ele ficou
Restou a marrequinha
Que Suzete não quis dar
Olavo tão coitado
Não parava de chorar.

Dá pra mim, dá pra mim
A tua marreca…
Vê se tu não dá ela pra ninguém.